Análise Estatísticas – Fenacor (dados disponíveis até novembro/2016)

Fonte: SUSEP



1) Introdução

O objetivo desse texto é fazer uma análise da evolução mensal do mercado segurador brasileiro, visto pelo enfoque dos Estados da União, a partir dos dados públicos da SUSEP.

O texto está dividido da seguinte forma.

- A análise de seguros é separada nos ramos Automóvel, Pessoas, Patrimonial e Demais. Não está considerado o segmento VGBL. O critério de receita é Prêmios Diretos.
- Em capitalização, o critério de receita é prêmios.
- Em previdência, o critério é renda de contribuição. Soma-se o VGBL a este tópico.
- Em todos os ramos, se calcula o valor por Estados e por Região do país.
- Nesse texto, os dados estão acumulados até novembro/2016, comparados ao mesmo período do ano anterior.
- Todos os valores estão em R$ milhões.

 

2) Seguros

a) Total

R$ milhões

2015

2016

Var %

AC

81

80

0%

AM

481

478

-1%

AP

77

62

-20%

PA

833

793

-5%

RO

392

359

-8%

RR

69

60

-13%

TO

283

343

21%

Norte

2.216

2.175

-2%

AL

393

383

-3%

BA

2.753

2.358

-14%

CE

1.635

1.559

-5%

MA

590

579

-2%

PB

826

573

-31%

PE

1.636

1.588

-3%

PI

375

385

3%

RN

561

535

-5%

SE

359

365

2%

Nordeste

9.128

8.325

-9%

DF

2.894

4.319

49%

GO

2.252

2.307

2%

MS

917

951

4%

MT

1.202

1.229

2%

Centro-Oeste

7.265

8.806

21%

ES

1.233

1.174

-5%

MG

7.254

7.321

1%

RJ

8.556

8.965

5%

SP

37.846

37.697

0%

Sudeste

54.889

55.157

0%

PR

5.974

6.229

4%

RS

6.694

6.860

2%

SC

3.528

3.557

1%

Sul

16.195

16.646

3%

Brasil

89.693

91.109

2%

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Norte

2.216

2.175

-2%

Nordeste

9.128

8.325

-9%

Centro-Oeste

7.265

8.806

21%

Sudeste

54.889

55.157

0%

Sul

16.195

16.646

3%

Brasil

89.693

91.109

2%

 

%

2015

2016

Norte

2%

2%

Nordeste

10%

9%

Centro-Oeste

8%

10%

Sudeste

61%

61%

Sul

18%

18%

Brasil

100%

100%

 

Até agora, o crescimento do setor de seguros foi de 2%. Em destaque, temos:

- A maior perda relativa foi na região Nordeste, com uma queda de 9%, sobretudo pelo segmento de pessoas (prestamista, por exemplo).
- As regiões Sul e Sudeste tiveram um comportamento praticamente estável, em termos nominais. Ou seja, abaixo da inflação no período.
- O destaque foi a região Centro-Oeste e, particularmente, o Distrito Federal, devido aos movimentos no ramo habitacional.

 

b) Automóvel

R$ milhões

2015

2016

Var %

AC

40

42

4%

AM

203

186

-8%

AP

31

24

-23%

PA

423

398

-6%

RO

216

221

2%

RR

35

26

-27%

TO

156

157

1%

Norte

1.104

1.054

-5%

AL

257

243

-5%

BA

1.491

1.352

-9%

CE

938

877

-6%

MA

333

322

-3%

PB

357

313

-12%

PE

917

894

-3%

PI

229

233

2%

RN

347

330

-5%

SE

225

213

-5%

Nordeste

5.093

4.778

-6%

DF

935

911

-3%

GO

1.198

1.183

-1%

MS

422

424

0%

MT

604

572

-5%

Centro-Oeste

3.159

3.091

-2%

ES

698

648

-7%

MG

3.559

3.522

-1%

RJ

2.963

2.931

-1%

SP

13.628

13.469

-1%

Sudeste

20.849

20.571

-1%

PR

2.758

2.782

1%

RS

2.769

2.788

1%

SC

1.946

1.918

-1%

Sul

7.472

7.487

0%

Brasil

37.677

36.980

-2%

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Norte

1.104

1.054

-5%

Nordeste

5.093

4.778

-6%

Centro-Oeste

3.159

3.091

-2%

Sudeste

20.849

20.571

-1%

Sul

7.472

7.487

0%

Brasil

37.677

36.980

-2%

 

%

2015

2016

Norte

3%

3%

Nordeste

14%

13%

Centro-Oeste

8%

8%

Sudeste

55%

56%

Sul

20%

20%

Brasil

100%

100%

 

Nesses meses do ano, houve decrescimento do faturamento do ramo de automóvel.

A queda no volume de venda de veículos novos foi um fato preponderante nesse comportamento. De um modo geral, esse cenário foi diluído em todos os Estados da União.

 

c) Pessoas

R$ milhões

2015

2016

Var %

AC

27

24

-11%

AM

153

161

5%

AP

32

29

-10%

PA

278

253

-9%

RO

75

76

2%

RR

21

22

3%

TO

51

55

9%

Norte

637

620

-3%

AL

81

82

1%

BA

741

551

-26%

CE

456

438

-4%

MA

141

138

-3%

PB

158

140

-12%

PE

454

438

-4%

PI

81

82

2%

RN

130

127

-2%

SE

86

95

11%

Nordeste

2.328

2.092

-10%

DF

1.435

1.783

24%

GO

493

498

1%

MS

232

230

-1%

MT

278

288

4%

Centro-Oeste

2.437

2.799

15%

ES

303

312

3%

MG

1.987

2.040

3%

RJ

2.518

2.615

4%

SP

12.108

12.669

5%

Sudeste

16.916

17.636

4%

PR

1.572

1.646

5%

RS

1.992

2.176

9%

SC

804

850

6%

Sul

4.367

4.673

7%

Brasil

26.685

27.820

4%

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Norte

637

620

-3%

Nordeste

2.328

2.092

-10%

Centro-Oeste

2.437

2.799

15%

Sudeste

16.916

17.636

4%

Sul

4.367

4.673

7%

Brasil

26.685

27.820

4%

 

%

2015

2016

Norte

2%

2%

Nordeste

9%

8%

Centro-Oeste

9%

10%

Sudeste

63%

63%

Sul

16%

17%

Brasil

100%

100%

 

Na análise do ramo de pessoas, houve uma variação positiva de 4%, mas com comportamento assimétrico entre as regiões. Assim, temos:

- As maiores perdas foram nas regiões Norte e Nordeste, causadas, por exemplo, pela queda na receita do seguro prestamista.
- Na outras regiões, a evolução foi mais positiva.

 

d) Patrimonial

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

AC

8

7

-17%

AM

67

72

7%

AP

5

5

9%

PA

57

67

19%

RO

63

27

-57%

RR

4

5

31%

TO

20

26

31%

Norte

224

210

-6%

AL

32

35

9%

BA

194

197

2%

CE

121

153

27%

MA

48

49

2%

PB

71

58

-17%

PE

140

148

5%

PI

31

34

11%

RN

44

43

-4%

SE

22

27

25%

Nordeste

702

744

6%

DF

203

226

11%

GO

177

208

17%

MS

70

70

0%

MT

83

84

1%

Centro-Oeste

534

589

10%

ES

90

91

0%

MG

797

736

-8%

RJ

1.123

1.372

22%

SP

6.515

6.105

-6%

Sudeste

8.526

8.304

-3%

PR

602

675

12%

RS

716

759

6%

SC

338

383

13%

Sul

1.656

1.816

10%

Brasil

11.641

11.664

0%

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Norte

224

210

-6%

Nordeste

702

744

6%

Centro-Oeste

534

589

10%

Sudeste

8.526

8.304

-3%

Sul

1.656

1.816

10%

Brasil

11.641

11.664

0%

 

%

2015

2016

Norte

2%

2%

Nordeste

6%

6%

Centro-Oeste

5%

5%

Sudeste

73%

71%

Sul

14%

16%

Brasil

100%

100%

 

Ao todo, e até agora, o ramo patrimonial teve uma variação nula. Esse segmento é muito concentrado na região Sudeste, com mais de 70% da receita do país. Assim, em termos absolutos, as maiores variações percentuais obtidas em outras regiões ainda não conseguem influenciar de forma significativa os números do país como um todo.


e) Demais

R$ milhões

2015

2016

Var %

AC

5

8

46%

AM

58

59

1%

AP

10

4

-57%

PA

76

74

-2%

RO

39

34

-11%

RR

8

7

-12%

TO

57

105

85%

Norte

252

291

16%

AL

23

23

-2%

BA

327

258

-21%

CE

121

90

-26%

MA

67

70

5%

PB

240

62

-74%

PE

125

109

-12%

PI

35

36

3%

RN

40

35

-14%

SE

26

28

9%

Nordeste

1.004

711

-29%

DF

321

1.398

336%

GO

384

417

9%

MS

193

227

18%

MT

238

285

20%

Centro-Oeste

1.135

2.328

105%

ES

141

123

-13%

MG

911

1.023

12%

RJ

1.953

2.046

5%

SP

5.595

5.453

-3%

Sudeste

8.599

8.646

1%

PR

1.042

1.127

8%

RS

1.218

1.137

-7%

SC

439

407

-7%

Sul

2.700

2.670

-1%

Brasil

13.690

14.645

7%

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Norte

252

291

16%

Nordeste

1.004

711

-29%

Centro-Oeste

1.135

2.328

105%

Sudeste

8.599

8.646

1%

Sul

2.700

2.670

-1%

Brasil

13.690

14.645

7%

 

%

2015

2016

Norte

2%

2%

Nordeste

7%

5%

Centro-Oeste

8%

16%

Sudeste

63%

59%

Sul

20%

18%

Brasil

100%

100%

 

A variação dos demais ramos no país foi de 5%, uma evolução razoável, diante do cenário atual. Destaca-se, sobretudo, o comportamento da região Centro-Oeste. Especificamente, o Distrito Federal, devido aos movimentos no ramo habitacional.

 

f) Ramos de Seguros

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Automóvel

37.677

36.980

-2%

Pessoas

26.685

27.820

4%

Patrimonial

11.641

11.664

0%

Demais

13.690

14.645

7%

Total

89.693

91.109

2%

 

%

2015

2016

Automóvel

42%

41%

Pessoas

30%

31%

Patrimonial

13%

13%

Demais

15%

16%

Total

100%

100%


Na análise da participação dos ramos, o segmento de automóvel representa de 40 a 45% do total, vindo a seguir o ramo de pessoas, com 30%. De um modo geral, esses números têm se mantido.

 

3) Capitalização

R$ milhões

2015

2016

Var %

AC

32

30

-8%

AM

153

145

-5%

AP

30

31

3%

PA

260

261

0%

RO

96

90

-6%

RR

23

21

-6%

TO

82

68

-18%

Norte

676

646

-4%

AL

156

167

7%

BA

700

629

-10%

CE

364

354

-3%

MA

196

184

-6%

PB

155

156

0%

PE

377

400

6%

PI

111

114

3%

RN

191

174

-9%

SE

90

82

-9%

Nordeste

2.340

2.259

-3%

DF

396

390

-1%

GO

550

498

-9%

MS

277

235

-15%

MT

341

249

-27%

Centro-Oeste

1.565

1.372

-12%

ES

248

244

-2%

MG

1.721

1.660

-4%

RJ

2.128

2.192

3%

SP

7.259

7.155

-1%

Sudeste

11.356

11.250

-1%

PR

1.155

1.074

-7%

RS

1.454

1.539

6%

SC

881

825

-6%

Sul

3.491

3.438

-2%

Brasil

19.427

18.965

-2%

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Norte

676

646

-4%

Nordeste

2.340

2.259

-3%

Centro-Oeste

1.565

1.372

-12%

Sudeste

11.356

11.250

-1%

Sul

3.491

3.438

-2%

Brasil

19.427

18.965

-2%

 

%

2015

2016

Norte

3%

3%

Nordeste

12%

12%

Centro-Oeste

8%

7%

Sudeste

58%

59%

Sul

18%

18%

Brasil

100%

100%

 

Com a crise econômica, o mercado de capitalização não está conseguindo se desenvolver na forma adequada nesse ano. O seu faturamento em 2016 está menor do que os valores em 2015. Ressalte-se que esse é um fenômeno análogo ao ocorrido em outros ativos populares da economia (caderneta de poupança, por exemplo, com mais saques do que depósitos).

 

4) VGBL + Previdência

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

AC

33

29

-13%

AM

460

508

10%

AP

21

25

19%

PA

402

443

10%

RO

139

137

-1%

RR

17

18

9%

TO

134

155

16%

Norte

1.205

1.315

9%

AL

278

330

19%

BA

2.957

3.723

26%

CE

2.542

3.368

32%

MA

296

303

2%

PB

257

294

14%

PE

2.541

3.331

31%

PI

91

95

4%

RN

187

219

17%

SE

122

124

2%

Nordeste

9.273

11.786

27%

DF

924

1.103

19%

GO

3.537

4.548

29%

MS

418

484

16%

MT

406

431

6%

Centro-Oeste

5.285

6.565

24%

ES

566

682

21%

MG

7.290

8.600

18%

RJ

12.033

13.818

15%

SP

36.942

43.269

17%

Sudeste

56.831

66.370

17%

PR

4.983

5.695

14%

RS

4.390

5.057

15%

SC

3.097

3.534

14%

Sul

12.470

14.286

15%

Brasil

85.064

100.322

18%

 

R$ milhões

2015

2016

Var %

Norte

1.205

1.315

9%

Nordeste

9.273

11.786

27%

Centro-Oeste

5.285

6.565

24%

Sudeste

56.831

66.370

17%

Sul

12.470

14.286

15%

Brasil

85.064

100.322

18%

 

%

2015

2016

Norte

1%

1%

Nordeste

11%

12%

Centro-Oeste

6%

7%

Sudeste

67%

66%

Sul

15%

14%

Brasil

100%

100%

 

No segmento VGBL + Previdência, a variação de receita está favorável em 2016. A concentração na região sudeste é elevada, com mais de 65% de todo o segmento.