Convênio abre as portas da Europa para brasileiros

Convênio abre as portas da Europa para brasileiros

Abertura das portas do mercado europeu para profissionais brasileiros, através de amplo intercâmbio de conhecimento, participação em conferências, eventos, congressos e atividades de qualificação e capacitação (virtuais e, futuramente, presenciais) e até mesmo a prospecção de novas parcerias e negócios. Essas são as principais consequências esperadas a partir do inédito acordo cultural e institucional de cooperação assinado, quarta-feira (31 de março), pelos presidentes do Clube Vida em Grupo do Rio de Janeiro (CVG-RJ), Octávio Perissé, e da Associação Profissional de Mediadores de Seguros – APROMES, Javier García Bernal.

O ato foi transmitido pelo canal do Youtube do CVG-RJ e está disponível neste endereço eletrônico: https://youtu.be/2xzj1v9NVAo. Além de Perissé e Javier García, participaram o vice-presidente do CVG-RJ, Enio Miraglia, e o delegado da APROMES em Portugal, César García.

O acordo, que havia sido anunciado em reunião virtual realizada no dia 17 de março, permitirá que a formação profissional do segmento Vida e Benefícios ganhe projeção internacional. Está prevista, inclusive, a oferta de cursos à distância que os profissionais do Brasil poderão fazer para atuar na Espanha e, por extensão, em toda a União Europeia. "Teremos uma oportunidade única de avançar ainda mais com a troca de experiência e saber dos nossos respectivos mercados", comemorou Octávio Perissé, segundo o qual, a partir de 2022, poderá haver, inclusive, eventos e cursos presenciais na Espanha, para que os brasileiros “conheçam outro mercado”. Além disso, já a partir de agora, será possível acessar conteúdos nos sites das entidades, seja sobre legislação, serviços e notícias, entre outros.

Já Enio Miraglia destacou que acordo “inicia uma nova era no CVG-RJ”, abrindo um leque de oportunidades da maior importância para os profissionais brasileiros que desejarem obter conhecimento de alto nível ou mesmo atuar na Comunidade Europeia, em especial, na Espanha. “O nosso intuito é prover capacitação e treinamento especializados para quem desejar ampliar os seus horizontes no setor de seguros. O mercado globalizado pode nos abrir portas em qualquer lugar do mundo, mas muitas vezes nos faltam as ferramentas para que isso ocorra. É isso que fomos buscar com esta parceria com a APROMES”, salientou o vice-presidente do CVG-RJ.

Formação -  Por sua vez, García Bernal, observou que, a partir de agora, a formação de profissionais brasileiros com base no conhecimento e na experiência acadêmica da APROMES será um marco importante para o desenvolvimento do setor no Brasil, neste momento em que o mercado está cada vez mais globalizado. “Para a APROMES, esse acordo significa ampliar a sua abrangência associativa que, hoje, já incorpora dois acordos internacionais similares, com organizações de seguros da República Dominicana e do Panamá”, revelou Bernal, que, durante o ato desta quarta-feira, fez apresentação com detalhes do projeto.

Ele explicou ainda que a APROMES disponibilizará aos associados e parceiros do CVG-RJ acesso aos cursos de treinamento e de formação desenvolvidos de acordo com os programas aprovados pela diretoria geral de seguros da Espanha, incluindo a formação de corretores de seguros autorizados a operar na União Europeia. “Temos cursos de formação semipresenciais, que podem ser seguidos por webinares. AS aulas ficam gravadas para que o profissional possa ver quando desejar. São cursos importantes para profissionais brasileiros, inclusive oferecendo a habilitação para quem vir de fora para atuar como corretor na Espanha e, depois, em toda a Europa”, afirmou o executivo.

Destaques - O acordo estipula, entre outros compromissos assumidos pela APROMES, o acesso de associados do CVG-RJ ou de quem a diretoria do Clube escolher ao portal daquela associação (www.apromes.com), onde estão amplas informações sobre legislação, serviços e notícias da mediação de seguros, e do setor segurador espanhol, em geral; e aos cursos de formação desenvolvidos segundo os programas estabelecidos pelo órgão supervisor da Espanha (Dirección General de Seguros de España y Fondos de Pensiones).

Além disso, fica estabelecido expressamente que as associações desenvolverão trocas de conhecimento, informação, cultura seguradora, experiências profissionais, participando em jornadas, eventos, palestras, congressos e atividades de formação que possam se desenvolver tanto na Espanha como no Brasil ou em outro país.

Fonte: VTN Comunicação

Compartilhe: Facebook Twitter Google Plus Linkedin Whatsapp